António Pinheiro

Profissional de marketing, músico e corredor por prazer. Corre na estrada, no monte e de um lado para o outro na vida, atrás e à frente dos filhos.

Encontro

Novembro 13th, 2008

encontro.jpgQuando tudo parecia perdido
Quando já a dor penetrava em mim
Quando a esperança se desvanecia
Quando o Céu se escurecia
Tu apareceste assim
Ao teu amor fiquei rendido

Teus olhos em mim pousaram
E a tua mão beijou a minha
Meus lábios conheceram os teus
Que para sempre ficaram meus
E todos os sonhos que eu tinha
Para sempre teus ficaram

Comments

One Coment

RSS
  • Telmasousa says on: 13 de Novembro de 2008 at 22:01

     

    MAis um poema brilhante como seria de esperar! 🙂

    Que me faz lembrar coisas da minha vida !!

    Adorei!!!:P:P

    Beijinho***

António Pinheiro

Profissional de marketing, músico e corredor por prazer. Corre na estrada, no monte e de um lado para o outro na vida, atrás e à frente dos filhos.