António Pinheiro

Profissional de marketing, músico e corredor por prazer. Corre na estrada, no monte e de um lado para o outro na vida, atrás e à frente dos filhos.

Escapadinha

Outubro 11th, 2007

Como nunca posso tirar mais de duas semanas de férias seguidas, vou espalhando o meu descanso ao longo do ano, aproveitando uns fins de semana prolongados, ou criando os meus próprios feriados.

Como defensor acérrimo do “vá par fora cá dentro”, os meus períodos de “relax” são passados em busca do nosso património histórico, religioso, cultural e humano.

Já passei férias em sítios tão diversos como Mealhada, Bragança, Celorico da Beira, Vila do Conde, Covilhã e Sesimbra.

À excepção de Sesimbra, onde tenho a casa de uma prima para pernoitar, procuro um hotel barato e depois é partir todos os dias à descoberta, de manhã cedo, sem destino traçado.

O nosso Portugal é mesmo uma caixinha de segredos… e que belos segredos!

Este fim de semana regresso a Sesimbra. Como ando muito cansado, e como o tempo está espectacular, provavelmente vou-me limitar a ficar na praia… até porque, este ano ainda não fui à praia.

Regresso no Domingo…

Até lá, procurem divertir-se!

P.S. – A casa da minha prima em Sesimbra está disponível para aluguer. Para mais informações entrem em contacto comigo.

Comments

One Coment

RSS
  • Rita says on: 14 de Outubro de 2007 at 19:49

     

    eu também sou defensora desse ‘lema’ lol.
    não vou dizer que não gostaria de visitar ceros pontos do Mundo, pois estaria a mentir. mas apesar disso acho que os portugueses no geral não sabem dar valor ao país que tem e uma das consequencias é também a falta de cultura dos mesmos. gosto muito de descobrir cantinhos sossegados, com muita natureza ou então aqueles em que há grande envolvencia histórica. confesso que à algum tempo que não saio do Porto, por falta de disponibilidade e angum descuido também. mas lembro-me dos belos tempinhos em que visitei lugares muito bonitos do nosso Portugal.

António Pinheiro

Profissional de marketing, músico e corredor por prazer. Corre na estrada, no monte e de um lado para o outro na vida, atrás e à frente dos filhos.