António Pinheiro

Profissional de marketing, músico e corredor por prazer. Corre na estrada, no monte e de um lado para o outro na vida, atrás e à frente dos filhos.

És tu.

Março 15th, 2009

both.jpg

Sabes porque não durmo?
Sabes porque me rebolo incessantemente na cama, desperto por um único pensamento?
Porque te amo e o meu corpo não sossega enquanto não sente o teu nos braços.
Fecho os olhos e é o teu sorriso que vejo.
Desvio o meu caminho só para passar na tua janela.
Confundo raios de sol com os teus cabelos e pedras preciosas com os teus olhos.
Estremeço ao ouvir o teu nome e recuso-me a proferi-lo para não o profanar.
Vejo-te em cada rosto da multidão e sinto-te ao meu lado sempre que estou só.
A brisa que me toca no rosto é para mim um beijo teu.
O mar é o teu olhar e o calor da Primavera é o teu abraço.
Bebo mais um copo, fumo mais um cigarro, viro a página de um livro… mas és sempre tu.
És a minha música. És aquele filme inesquecível.
És o cobertor em noite fria de Inverno.
Proteges-me dos pesadelos e embalas-me suavemente.
É a tua respiração que me sustenta.
É no teu andar que me movo.
É com os teus braços que trabalho.
É com os teus lábios que sorrio.
É com o teu corpo que te amo.

Comments

One Coment

RSS
  • Telmasousa says on: 16 de Março de 2009 at 23:51

     

    Mais um belo texto 😉

    E tudo que esta ai escrito e’ verdade 😉

    Sinto me bem ao ler os teus textos identifico me muito com eles 😛

    Beijo*

António Pinheiro

Profissional de marketing, músico e corredor por prazer. Corre na estrada, no monte e de um lado para o outro na vida, atrás e à frente dos filhos.